Cuidado com a exposição excessiva das crianças aos equipamentos tecnológicos

É perceptível o alcance que os equipamentos tecnológicos estão tendo entre as crianças. Hoje, é muito comum encontrarmos crianças de 2 ou 3 anos com uma facilidade extrema para manusear um tablete ou um celular. Muitas vezes, essa habilidade é maior do que a de um adulto.

Mas será que essa habilidade é tão positiva?

Muitas pessoas defendem esse contato mais próximo das crianças com as tecnologias utilizando argumentos como: “Faz parte do novo mundo” ou “Não podemos afastar as crianças da atualidade”. Ainda, há pais que optam por esses aparelhos, pois não querem que seus filhos fiquem atrasados com relação à educação tecnológica.

Mas esse pensamento não é unanimidade e também é muito criticado entre especialistas da área. Muitos médicos pediatras afirmam que essa superexposição que acontece hoje pode resultar em crianças obesas, sedentárias e com tendências a desenvolver problemas clínicos ligados a esses dois pontos destacados.

Além disso, outros problemas podem ser relacionados a essa preferência pelos tecnológicos, como: dificuldade para se socializar com outras crianças, alterações de comportamento, problemas oftalmológicos, dificuldades para aceitar a realidade, etc.

100724971-small-child-with-tablet-web-gettyp.530x298

E qual a melhor saída?

A proposta é buscar nos brinquedos educativos a forma de educar e entreter a crianças. Existe uma série de brinquedos que podem ser utilizados para formar uma criança, ajudando a desenvolver diversos aspectos que serão benéficos para a vida toda.

Entre os principais pontos que um brinquedo educativo pode trabalhar com uma criança, podemos destacar: memória, compreensão, conceitualização, conhecimento do mundo, raciocínio lógico, entre outros.

Além de tudo isso, os brinquedos tradicionais ajudam os pequenos a se socializarem com os demais, estimulam o movimento e o pensamento crítico. Um brinquedo educativo, além de tudo isso que foi destacado como favorável para as crianças, pode ser muito mais barato, possibilitando o acesso a uma dezena de opções.

É claro que a partir de um momento os produtos tecnológicos começam a ganhar um espaço maior – é inevitável – e não podemos dizer que eles trazem apenas malefícios, porém, é de suma importância que haja uma dosagem entre esses dois universos, dando preferência para os brinquedos tradicionais, pois assim, a criança terá uma formação mais completa e estará apta para encarar os desafios que o mundo oferece todos os dias.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *