Correios perde confiança devido atraso nas entregas – Rastreie a sua

A empresa brasileira que faz o serviço de postagens, os Correios está passando por uma crise financeira e de confiança dos usuários. Basta acessar a internet para ver como a empresa virou meme, muitas vezes sendo equiparada ao significado de atrasos ou então de “malandragens”. Com as agências lotadas, nem mesmo fazer o rastreamento das mercadorias por meio do serviço oficial está sendo suficiente para segurar os usuários. Tudo porque as vezes as informações estão truncadas e poucas vezes claras para o consumidor.

A estatal tinha anunciado em maio de 2018 que iria aumentar os preços para as empresas que fizessem uso de entregas em que o destino seja a internet. O resultado foi ainda mais tumulto, já que o valor foi considerado abusivo. Foram mais de 33 mil queixas registradas de janeiro a abril de 2018,m sendo que mais de 12 mil delas eram iguais ao do mesmo período do ano passado – o que significaria que a empresa está numa inércia.

Estratégias dos Correios para se livrar da crise

A crise dos Correios tem ainda mostrado estratégias que não tem sido muito efetivas. De acordo com uma pesquisa divulgada pela Folha de São Paulo, os clientes frequentes comentam que há uma piora no serviço mais evidente desde que a empresa anunciou o fechamento de mais de 250 agências em todo o Brasil em 2017.

Com preluzidos bilionários no período de 2015 e 2016, perdendo o público para organizações privadas que fazem o serviço de entrega, a diretoria abriu uma série de programas de desligamento voluntários, cortando cerca de 10 mil funcionários.

Apesar disso, as ordens não tem sido suficiente para cortar o problema que está estagnado dentro da empresa. Enquanto isso, a população se vê obrigada a substituir a empresa por outras formas mais confiáveis e baratas de entrega. Outro problema estatal brasileiro. Como solucionar? Seria um problema do Estado em si?

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *