Brasil e Nova Zelandia fazem acordo para aumentar fluxo de vôos

Viajar para a Nova Zelândia está mais fácil. Um acordo assinado nesta terça (11) pela presidente Dilma e o primeiro ministro neo-zelandês, John Key, liberou os países de limitações tarifárias e de passageiros.
Na pratica, o acordo reduz a necessidade de conexões nos vôos e aumenta a possibilidade do fluxo de turistas e negócios entre os países. E de forma indireta, o acordo melhora também a oferta de vôos entre a Oceania e a América do Sul, o que pode refletir em melhores preços de passagens. Dilma afirmou que investidores da Nova Zelândia são bem-vindos no país e que os países compartilham de visões similares em questões internacionais.
A partir de agora, são as empresas aéreas que operam o trecho que determinarão a freqüência e capacidade das viagens entre os dois países – antes, o controle era feito pelas autoridades aeronáuticas. “Somos países distantes e essa providência é necessária a qualquer aproximação”, declarou a presidente Dilma Roussef.

image

Uma opção para conferir todas as promoções e empresas que voam para o destino é o comparador de preços de passagens Voos.com. O comparador de preços oferece sempre todas as opções e avisa caso existam preços melhores dias antes ou depois da data programada pelo viajante.
A relação entre os países tem crescido nos últimos anos. Atualmente, 4 mil estudantes brasileiros estão no país da Oceania, parte deles como intercambistas do “Ciência sem Fronteiras”, que agora tem parcerias com 8 universidades da Nova Zelândia – um deles, inclusive, para alunos que desejam estudar inglês na Nova Zelândia. A presidente não deu mais detalhes sobre cada parceria.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *