A importância da alimentação durante a jornada de trabalho

A alimentação é um dos fatores que, com maior segurança e importância condicionam o desenvolvimento físico, a saúde, o rendimento e a produtividade das pessoas.

A alimentação influencia no desempenho físico e intelectual

Uma pessoa mal alimentada encontrará dificuldades para melhorar sua qualidade de vida, uma vez que a capacidade de trabalho, diretamente proporcional à alimentação, vai descendo, quando esta é insuficiente e, no que ao trabalho físico de respeito, pode chegar a reduzir em até 30% em relação ao desenvolvimento normal.

Uma alimentação monótona, repetitiva, ou na falta de alimentos essenciais para o nosso corpo pode dar lugar ao aparecimento de determinados sintomas tanto físicos; cansaço excessivo, falta de reflexos…, como psíquicos; falta de interesse pelas coisas, irritabilidade…; situações que melhoram através de uma alimentação adequada.

Às vezes não nos damos conta de que não apenas o estresse, os problemas pessoais, falta de sono…, influenciam o nosso bem-estar; devemos nos perguntar se estamos alimentando adequadamente ao nosso corpo para que este funcione corretamente cada dia.

Fatores alimentares que influenciam o trabalho e o desempenho:

  • Dietas de baixa caloria ou de baixas calorias, reduzem a capacidade de desempenho e prejudicam a saúde.
  • Dietas desequilibradas, em que faltam alimentos básicos; a médio ou longo prazo dão lugar a carências nutritivas, com efeitos indesejáveis para o organismo.
  • Dietas hipercalóricas, levam ao excesso de peso e obesidade, o que representa um excesso de esforço físico para a pessoa, que agravam ou aumentam o risco de lesões no aparelho locomotor (músculos, articulações, etc.) e o de desenvolver outras doenças mais ou menos graves de saúde (alterações dos níveis de açúcar e gorduras no sangue, hipertensão, etc.)
  • O número de refeições que se realiza em um dia. Pular refeições ou fazer apenas duas refeições “de fundamento” no dia influencia de forma negativa no funcionamento de nosso organismo.
  • Repartição da quantidade de alimentos a cada refeição. As refeições comedidos ou, pelo contrário, muito pesadas podem causar picos de açúcar no sangue (hipoglicemias) ou sonolência e perturbações digestivas, respectivamente, prejudicando o desempenho tanto físico como intelectual.
  • A higiene dos alimentos. Se você não se cuida este aspecto, aumenta o risco de ocorrência de casos de intoxicações de origem alimentar, tais como a salmonelose.
  • O consumo de álcool. Em quantidades excessivas prejudica seriamente a saúde e é causa de acidentes.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *